Tradução

sábado, 2 de março de 2013

Ficar Rico e viver de renda é possível? Entenda como com quem já chegou lá.



Conforme foi publicado na edição 101 da revista Você SA o engenheiro Vilibaldo Maier, de 68 anos, trabalhou na Petrobras durante décadas onde levava um padrão de vida de classe média que o salário lhe permitia. Mas como muitos brasileiros sempre sonhou em ficar rico e viver de renda. Um dia, na década de setenta foi convidado a ingressar no fundo Petros, porem "ficava pensando como era possível depositar 100 reais e no futuro a empresa me pagar 1000 reais", diz. "Ai, eu me questionei: se a Petros vai investir meu dinheiro, porque eu mesmo não posso fazê-lo?" Então virou investidor. Em setembro de 1971, quando tinha apenas 33 anos, comprou seu primeiro lote de ações. Durante 30 anos, ele reservou o equivalente a 1 000 reais para investir todo mês. Assim, de assalariado o engenheiro virou milionário.

O hoje sossegado investidor narra sua trajetória com orgulho. Vilibaldo leva uma vida tranquila numa cidade da Serra Gaúcha. Ele gosta de fazer caminhadas no parque, não ostenta sua riqueza e quem o vê dirigindo um carro popular duvida que tenha alcançado a independênciafinanceira. Seu maior prazer é viajar pelo mundo. Vai para o exterior todo ano. Paga as viagens com uma pequena parte da renda de dividendos de sua carteira de ações. Como virou acionista de boas companhias de capital aberto, tem direito a receber em forma de dividendos ou de juros sobre o capital próprio, parte do lucro das empresas. Só no ano passado, os dividendos representaram um ganho em torno de 1 milhão de reais. (fonte: Fábia Prates)



Ao reinvestir os dividendos em novas ações estará realizando o "efeito bola de neve" onde seu patrimônio irá crescercada vez mais rápido. Este conceito pode ser aplicado a qualquer tipo de investimento porem neste post abordaremos apenas a criação de uma carteira de ações.





O primeiro passo é entender o que significa dividendo e juros sobre capital próprio. Trata-se de uma parte do lucro da empresa que é paga aos acionistas e juros sobre capital próprio são juros pagos ou creditados individualizadamente a titular, sócios ou acionistas, a título de remuneração do capital próprio, calculados sobre as contas do patrimônio líquido da pessoa jurídica e limitados à variação, pro rata dia, da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP).   No Brasil empresas de capital aberto devem distribuir pelo menos 25% do seu lucro liquido, com isso é possível reinvestir dividendo e juros sobre capital próprio em mais ações aumentando sua carteira no decorrer dos anos. Inclua aportes mensais de capital e então estará no caminho correto para atingir seus objetivos de viver de renda.
  


O segundo passo é montar uma carteira de ações de empresas saudáveis que paguem bons dividendos. Vale lembrar, que em geral empresas em crescimento não distribuem mais do que a metade de seus lucros, pois este valor é reinvestido para o crescimento da mesma. Busque empresas que tenham bom fluxo de caixa, tenham uma relação receita VS dívida no mínimo possível ou seja, com as dívidas sendo pagas conforme esperado e que tenham um dividend yield entre 3% ou superior.



Evite vender suas ações em tempos de crise, lembre-se que sua carteira lhe acompanhará pelo resto da vida, somente vendas as ações se a empresa não atender a maioria dos critérios acima e se não tiver perspectivas de melhora. Lembre-se, crise significa oportunidade, então saia às compras e não a venda.



Sempre busque por empresas com bom dividend yield (acima de 3%), invista mais capital nessas empresas, reaplique o dividendo obtido independente de o mercado estar positivo ou negativo, para você (holder) isso não faz diferença.



Caso tenha um perfil mais agressivo e queira correr mais riscos em busca de mais rentabilidade, utilize outras operações para remunerar sua carteira além dos dividendos, tais como aluguel de ações, operações com opções (alto risco) como taxa, venda coberta e etc. Isso irá acelerar ainda mais o crescimento de sua carteira.



Lembre-se, o mercado de ações é arriscado, você pode perder dinheiro, mas investindo no longo prazo seus riscos serão menores.



Realizando uma projeção por aproximadamente 20 a 30 anos você terá acumulado aproximadamente 3,5 milhões de reais (considerando investimento de R$500,00 mensais com retorno de aproximadamente 1% ao mês em 30 anos). Com uma carteira de ações no valor de 3,5 milhões de reais com dividend yield de 3,5% estará recebendo R$122.500,00 por ano que seria uma receita mensal de mais de R$10.000,00 por mês.




Melhores pagadores de dividendos (2013).



Segue abaixo uma projeção de pagamento de dividendo para o ano de 2013:



Empresa CódigoSetorDividend 2013 Data
CEMIG CMIG4 0% 18,18 20/02/2013
Oi OIBR4 Telecom 17,71 20/02/2013
Oi OIBR3 Telecom 15,5820/02/2013
Santander SANB11 Banco 13,48 20/02/2013
Eletropaulo ELPL4 Energia 12,75 20/02/2013
Eletrobras ELET3 Energia 8,17 20/02/2013
Telef Brasil VIVT4 Telecom 8,17 20/02/2013
Eletrobras ELET3 Energia 8,14 20/02/2013
CSN CSNA3
6,6 20/02/2013
Natura NATU3
6,49 20/02/2013
Banco do Brasil BBAS3 Banco 6,26 20/02/2013
Energias BR ENBR3 Energia 5,75 20/02/2013
Vale VALE5 Mineração 5,72 20/02/2013
CPFL Energia CPFE3 Energia 5,69 20/02/2013
Vale VALE3 Mineração5,57 20/02/2013
Light LIGT3 Energia 5,07 20/02/2013
Klabin KLBN4
4,46 20/02/2013
Brasken BRKM5
4,27 20/02/2013
CESP CESP6
4,23 20/02/2013
BVMFBovespa BVMF3
4,18 20/02/2013
Cielo CIEL3
3,95 20/02/2013
MRV Engenharia MRVE3
3,84 20/02/2013
(fonte: www.infomoney.com.br)




Levando em consideração as cinco primeiras empresas da lista calculamos os mesmos 3,5 milhões de reais com a média de dividendos (15,54%) pagos chegando a um total de R$ 543.900,00 ao ano gerando um rendimento aproximado de R$ 45.325,00. Com estas informações podemos constatar que para chegar ao valor de R$10.000,00 seriam necessários  aproximadamente R$ 772.201.00 ou seja, este valor poderá variar de acordo com o desempenho de sua carteira ao longo dos anos.



E por ultimo e mais importante, procure estudar, busque informações, aprenda pois à medida que for ganhando mais experiência ficará menos sujeito as armadilhas do mercado e poderá identificar novas oportunidades potencializando sua carteira.



Portanto não perca tempo e comece a montar sua carteira de investimentos, o tempo estará a seu favor!


OBS: Os dados das empresas listadas nesta página são apenas uma transcrição agrupada de dados livremente disponíveis em vários meios de comunicação e que podem ser úteis ao investidor. Esses dados podem ser modificados pelas suas fontes de origem sem prévio aviso. Não são dicas de investimento, tome cuidado no momento de tomar uma decisão, analise todos os fatores necessários para tomar a decisão correta.

Os primeiros parágrafos foram tirados da Você SA/Edição 101/ Por Fábia Prates conforme link abaixo: http://vocesa.abril.com.br/organize-suas-financas/materia/assalariado-milionario-626567.shtml

3 comentários:

  1. Ótimo post! Obrigada por compartilhar a entrevista, as dicas e as análises. A entrevista teria sido ainda melhor se revelassem qual é a carteira de ações do Vilibaldo. É sempre bom saber quais ações são melhores para investir, pagam melhores dividendos. Valeu também por compartilhar a lista com projeção de pagamentos de dividendos para 2013.
    Bjs
    V. Marmo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, sobre a carteira do Vilibaldo acredito que não seja necessária, já que esta entrevista foi realizada em 2006 e atualmente sua carteira já deve estar diferente. Tome como base o ranking dos melhores pagadores de dividendos deste ano.

      Excluir
    2. Obrigada!
      V. Marmo

      Excluir